Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Um bando de andorinhas...

por Zilda Cardoso, em 31.07.08

fez um entusiástico festival de aeronáutica no terreiro da frente da nossa casa. 

Por trás dos vidros da sala, olhei fascinada durante muito tempo e depois abri a janela como que... a convidá-las para entrar. 

Na realidade, só queria observá-las de mais perto, mais ao vivo, melhor.

Não sei o que entenderam, mas passaram várias vezes na frente dos meus olhos a grande velocidade, rasando o meu nariz, e eu... lembrei-me do filme de Hitchcock The birds.     Via-as já procurando qualquer abertura e  forçando a entrada, picando-me a cabeça, e o pescoço; e eu ensanguentada e apavorada, tentando proteger as crianças no interior da casa...

Ou quereriam divertir-se comigo e riam-se com o meu medo ou com a minha ingenuidade. Voavam loucamente, cruzando-se, descendo a rasar o saibro do chão, subindo com grande energia e  logo em seguida simulavam uma queda no tanque dos peixes vermelhos, em voo picado, looping ou coisa assim.

Enquanto quiseram, tiveram-me ali presa ao seu animadíssimo capricho, pensei se devia fechar de novo a janela e ficar na espécie de redoma ou... permitir que elas se vingassem. Porque de súbito me lembrei de um facto horrível: eu tinha destruído os ninhos de cimento armado que elas insistiam em construir todas as primaveras, ano após ano, no lugar onde estendia a secar a minha roupa branca de cama. Eu não tinha nenhum outro lugar e parece que elas também não. De modo que, envergonhadíssima, eu "mandava alguém executar o meu crime" antes que os ovos fossem postos e impedissem de todo a destruição do ninho.

Fui sempre grande admiradora dessas aves passariformes de peito alto, bem desenhadas e aprumadas no seu impecável fato preto e camisa branca. Sei que devem apressar-se para aprisionar a grande quantidade de insectos de que necessitam para alimentar duas ninhadas que nascem entre Maio e Junho. Daí os seus voos enérgicos e agitados. E todo o vigor que despendem nesse trabalho. E a alegria transbordante.

Vingança? Divertimento? Capricho?

Apenas vida a ser vivida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:36




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D