Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O mais importante

por Zilda Cardoso, em 05.05.19

 

Quero falar do acontecimento mais importante do dia: faz sentido. Mas tenho de o eleger. E devo procurar o momento certo para a eleição.…

Começo por tentar compreender e definir o que seja o mais importante. Para quem? Onde? Em que época? Importante no próprio País, no Ocidente? No meu grupo e no meu tempo?

Escrevê-lo-ei de uma maneira ou de outra de acordo com a forma como o sinto. E posso descrevê-lo do mesmo modo, com idêntico sentimento.

Não estou impressionada com os acontecimentos políticos nem com os desportivos. Não com o Casillas nem com o primeiro restaurante vietnamita no Porto. Não com o calor à beira-mar, neste princípio de Maio, nem com os turistas que já invadem a cidade e põem os nossos pequenos negociantes a tiritar de prazer.

O acontecimento mais importante do meu dia, aquele que eu deveria ligar a factos reais, apenas posso encontrá-lo ao fim do dia, naturalmente, quando o Sol se vai e me leva com ele o coração e eu sinto em mim o vazio ou o espaço para novos aconteceres.

Quando mergulha e se vai, é um globo incandescente, um mundo integralmente dourado e intensamente brilhante graças ao desejo de nos deixar fascinados, penso.

Por momentos, metade do meu horizonte fica dourado, cor de laranja e azul, como está. E é muito belo.

As gaivotas e os outros começam a passar para penates, a temperatura baixa e tudo se aquieta.

Escurece lentamente e talvez as estrelas venham a decorar o céu, torná-lo deslumbrante mais tarde. No momento, é azul claro com amarelo e com alaranjado, com rosado...

“O conhecimento diminui a amargura da velhice” parece ter dito Leonardo da Vinci.

Se ele disse deve ser verdade, ele sabia pensar. E porque acredito, tento adquirir, um pouco à pressa, os mais variados e valiosos conhecimentos. Consegui alguns hoje.

Por exemplo, houve um acontecimento importante de manhã, muito informador, provocado por mim: prestei homenagem àqueles que muito estimo, que continuo a estimar, que me amaram e mesmo se sacrificaram para que eu tivesse o melhor. E que agora estão finalmente serenos.

Levei-lhes flores brancas e deixei-as em água fresca. Varri as folhas secas e promovi o silêncio no lugar. Ficou um silêncio tão peculiar quando saí! Um silêncio tão sorridente!

Desejei que estivessem bem, eu fiquei bem. E a saber que é possível tirar excelente proveito espiritual de um quase nada, de um pequeno intervalo…

 

O outro acontecimento foi a visita à exposição de Escher, o grande artista gráfico holandês, na Alfândega. Fiquei a reflectir no interesse e na beleza do seu surpreendente e inteligente trabalho que será uma pena não ser visto por um enorme número de pessoas no Porto, como tem sido noutras cidades.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:49


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D