Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



EVERY MORNING

por Zilda Cardoso, em 26.10.10

 

 

 

Não sei donde retirei estas palavras que encontrei agora escritas por mim a verde num velho papel de rascunho. Não posso dizer quem as inventou porque não sei. Acho que vem a propósito transcrevê-las aqui.

 

 

every morning the world is born

 

fresh clean anew

 

every morning men have an opportunity

 

but they keep on spoiling

 

everything

 

every morning

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:10


12 comentários

De Joana Freudenthal a 26.10.2010 às 14:37

So true!
Mea culpa...

De Zilda Cardoso a 27.10.2010 às 06:40

Olá, Joana. Não se sinta culpada. Vamos aproveitar a oportunidade de um novo dia, para fazer coisas novas.
De acordo?
Abraço.

De ovelha negra a 26.10.2010 às 20:06

Yes it is true!

Parabéns pelo destaque :)

De Zilda Cardoso a 27.10.2010 às 06:36

Muito obrigada. Gostei de estar em destaque, é um prazer. Muito mais leitores aparecem nestes dias e é agradável divulgar ideias que podem ser partilhadas por muitos. Esforço-me por encontrar respostas lógicas e simples para pequenos problemas, tal como fez a Ariadne. É bom poder usar a minha liberdade de escrever e saber que os que me lêem se divertem um pouco. Muitas vezes, há uma provocação na minha escrita, para que se debrucem sobre alguns assuntos de interesse geral e também falem deles, dêem a sua opinião.
E tenho desenvolvido com todos uma relação afectuosa.
Agradeço ao SAPO o destaque.

De Isabel Maia Jácome a 26.10.2010 às 22:45

pena que desperdicemos tanto... e é verdade, como nos alerta...
...e como a Joana diz ao sentir-se culpada,
culpa dela?
Culpa de tantos nós, que precisamos contornar.
Costumo dizer às mães/pais com quem falo em sessões de grupo, a propósito, precisamente, do que por vezes desperdiçamos quando nos exigimos ser "super mulheres" e "super homens" e nos perdemos na correria do dia a dia... sobra-nos depois uma sensação de vazio e sobretudo de culpa...
É necessário aprender a reciclar a culpa!
Transformá-la em qualquer coisa de útil e utilizável que nos permita prosseguir, aprender mais e mudar...
beijinho
Isabel

De Joana Freudenthal a 29.10.2010 às 12:29

Eu só respondo por mim, Isabel...:)
Tempo desperdiçado, muito = bençãos desperdiçadas.
No entanto, nunca quis perder-me «na correria do dia-a-dia». Foi escolha minha, com todas as consequências que daí vêm. Boas e mais difíceis.
O meu tempo de mãe aproveitei tudo ao máximo. Foi a melhor escolha que fiz na vida. Aí não há culpa, há júbilo.

Abraço de bom fim-de-semana.

De Isabel Maia Jácome a 29.10.2010 às 23:24

Ainda bem Joana...
...é de facto uma escolha fantástica essa de ser mãe, aproveitando tudo ao máximo...e fico feliz por si e pela escolha que fez...
confesso que não me lembrei que pudesse associar "culpa" à escolha do tempo de ser mãe...
A propósito do que a Zilda escreveu e a Joana respondeu, lembrei-me foi da "culpa" que muitas mães verbalizam e que constitui um desperdício de energia de que muitas não têm consciência. Quando ajudadas nessas alturas, a maioria passa a aprender a desculpabilizar-se, a "reciclar" como digo essas culpas desnecessárias e a valorizar pormenores que lhes permita descobrir mais facilmente esse júbilo que, em si, foi natural.
beijinho,
Isabel

De Marcolino a 27.10.2010 às 09:23

Bom dia, Zilda!
Saudades desta paisagem citadina, da cidade do Porto! Há anos que não a observava. As fotos estão lindissimas!
Que me recorde, nunca desperdicei o meu tempo com o que quer que fosse. Não tinha prioridades porque o meu tempo estava tripartido, isto é, Familia, Trabalho, e Lazer! Muitas vezes fui convidado para fazer parte de determinados grupos e agremiações, mas declinava, educadamente, os convites.
Fui ensinado, desde muito jovem, 10 anos de idade, a ser disciplinado e a saber gerir o meu tempo e, acima de tudo, nunca ir para além das minhas capacidades fiisicas e intelectuais.
Meu pai foi o meu Mestre...!
Dia feliz!
Marcolino

De Zilda Cardoso a 27.10.2010 às 09:56

É tão agradável ouvir alguém dizer que nunca desperdiçou o seu tempo! Vou pensar em me converter numa pessoa disciplinada, se bem que ache tarde de mais.
Mas é uma lição de vida. E é de certeza um procedimento que só pode deixar felizes os que o adoptam.
Nunca tinha conhecido ninguém tão realizado. Muitos parabéns, é um prazer falar consigo.

De Vicente Mais ou Menos de Souza a 27.10.2010 às 19:24

curti bué este tema

De kingaazeredo@gmail.com a 01.11.2010 às 12:47

Fotografias lindas, bem acompanhadas pelos versos em inglês...kinga

De Zilda Cardoso a 05.11.2010 às 18:46

VIVA, Kinga!

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D