Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O orgão de tubos da Sé do Porto

por Zilda Cardoso, em 23.10.10

 

 

 

 

 

O ano de 1985 foi o ano europeu da música, homenageou-se João Sebastião Bach, grande criador de música para órgão de tubos. O Cabido Portucalense e a cidade do Porto decidiram que seria ocasião de mandar construir um monumental órgão de tubos para a Sé Catedral. Os órgãos existentes na cidade estavam velhos e fora de uso e era necessário mandá-los reparar, mas a Sé teria um órgão novo.

Era um grande projecto, extremamente dispendioso, não havia com que o pagar. O interessante neste caso foi que ele foi realmente encomendado na Alemanha, na convicção de que quando as pessoas vissem o órgão no lugar, derramando e explodindo em música magnífica, não hesitariam em contribuir para o pagamento.

Não foi assim tão fácil.

O Orgão concebido por G. Jann provocou grande burburinho. O Cónego Dr. Ferreira dos Santos, o sonhador do instrumento, empenhou a vida, a carreira, toda a sua energia na concretização do projecto. Teve muitos momentos de desânimo quase absoluto e sobreviveu a isso tudo de modo que pode agora exibir o sorriso de orgulho e satisfação de quem cumpriu o que se propôs.

Teria sido um projecto megalómano? Teria sido uma insensatez encomendá-lo sem ter meios de o pagar?

A verdade é que nunca teríamos o órgão nem as magníficas horas de música esplendorosa que ele nos tem proporcionado se não tivesse havido esta ousadia. E outras que levaram à sensibilização de toda a diocese para a arte musical e litúrgica.

No passado dia 19, comemoraram-se vinte e cinco anos da sua instalação com um magnífico concerto em que foi instrumentista o Prof. Reisinger, de Viena, musicólogo e compositor, com um currículo impressionante. Tocou Bach e outros criadores dos séculos XVII e XVIII e alguns nossos contemporâneos e improvisou música organística para a liturgia em que é especialista. Não apenas na interpretação mas também na composição/improvisação, Reisinger soube de forma singular compartilhar com os ouvintes os seus sentimentos e as suas emoções. Pela atitude contemplativa e feliz que assumiram durante o concerto, creio que as melodias os tocaram, levando-os a desejar continuar a viver e a contribuir para um mundo melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:32


10 comentários

De José Manuel Correia Alves a 23.10.2010 às 20:10

Muito bom. Também eu gostaria de ter ouvido o concerto de 19, pois a boa música é uma sublime expressão de Deus e que por isso nos eleva para grandes e nobres sentimentos.
Parabéns pelo texto e obrigado pela informação .

De Zilda Cardoso a 25.10.2010 às 07:54

Gosto sempre de ter notícias suas e de Moimenta. Ouvi há dias que colheram 40 ou 50 mil toneladas de maçãs na região, é verdade ou inventei este número impressionante? Lembro-me sempre do que o meu tio dizia dessas maçãs... como recordava o seu perfume 50 anos depois de ter saído da terra.
A música às vezes é como um perfume que nos dá um enorme prazer e se recorda para sempre.

De José Manuel Correia Alves a 25.10.2010 às 23:00

Obrigado. Não conheço o número concreto, mas é provável que, realmente, na região de Moimenta se produzam na ordem das 50 mil toneladas; há produtores individuais com mais de mil toneladas!
O perfume das maças é um sinal da sua qualidade e maturação adequada. Ainda hoje trouxe uma caixa de Bravo de Esmolfe no carro e o aroma lá persiste!
Se houvesse forma de o colocar neste e-mail, senti-lo-ia!

De Isabel Maia Jácome a 25.10.2010 às 00:53

Ah... falar de música, ouvir, escutar, tocar, sentir!...
Estou feliz por sentir e ler que se sente melhor!
um abraço, Zilda

De Zilda Cardoso a 25.10.2010 às 07:55

Um abraço para si, Isabel.

De Laurinda Alves a 25.10.2010 às 08:15

Maravilha! Que bom haver quem sonhe sempre mais alto, quem se atravesse e lute por causa destas causas, e também quem apoie e dê de si, do seu tempo e do seu dinheiro para que sonhos como este se realizem. Adorava ter ido a esse concerto! Abraço e obrigada a si, querida Zilda, por tanto que nos dá.

De Pedro a 25.10.2010 às 12:34

Bom dia Zilda,

O Fio de Ariadne está novamente em destaque nos Blogs do SAPO, em http://blogs.sapo.pt

Boa continuação!

Pedro

De Zilda Cardoso a 25.10.2010 às 14:59

Obrigada, Pedro. è sempre bom saber que alguém valoriza as n/palavras.

De gatinhafofa a 25.10.2010 às 14:37

Parabens pelo destaque amiga!!

De Zilda Cardoso a 25.10.2010 às 14:58

Obrigada, gatinhafofa. Espero ter despertado a sua vontade de visitar o meu blogue de vez em quando.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D