Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O PROFESSOR

por Zilda Cardoso, em 28.03.10

 

 

Jô Soares, recentemente em Lisboa, fez assim o retrato do professor, segundo João Nuno no seu blogue MANTA DE RETALHOS, (que peço licença para reproduzir aqui):

 

 

O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia".
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um "Adesivo".
Precisa faltar, é um "turista".
Conversa com os outros professores, está "malhando" nos alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não se sabe impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as hipóteses do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala correctamente, ninguém entende.
Fala a "língua" do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é retido, é perseguição.
O aluno é aprovado, deitou "água-benta".
É! O professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui,
agradeça a ele.

 

 

(Obrigada João Nuno, http://joaonunomb.spaceblog.com.br/

 

É necessário reabilitar o papel do professor de forma adequada, e dos educadores em geral, e da educação e orientação de que as crianças e os jovens necessitam, para que nos entendamos todos.

Que não será aos gritos na rua.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:40


22 comentários

De Isabel Maia Jácome da Costa a 30.03.2010 às 23:33

Querida Zilda:

Tão importante reabilitarmos o papel do professor!
Tão importante que fossem reconhecidos e respeitados por quantos se esquecem da importância do seu papel na nossa sociedade, em todos os níveis académicos, desde o jardim de infância, ensino básico, até à faculdade!
Que papel importante poderiam continuar a ter na nossa vida!
Recordo com saudade os meus tempos de liceu. A importância e significado que tiveram alguns professores na minha vida, autênticos "mestres", como a minha professora de filosofia, ainda hoje uma referência para mim e a quem consulto e procuro com o carinho e sabor daqueles tempos de dúvida e descoberta que felizmente permanecem ao longo da vida.
Quanto me tem ensinado!
Uma semente lançada...
Ajudemos os professores a desempenhar o seu difícil e importantíssimo papel. que lhes demos o respeito e valor que merecem. Por eles, por todos nós.
Mais uma vez obrigada. A si, ao João Nuno. Têm tido um importante papel nesta minha fase de vida e nesta minha contínua busca de tanto que, sózinha tornaria tudo tão mais difícil.
Um beijinho
Sempre,
Isabel

De Zilda Cardoso a 01.04.2010 às 09:24

Temos todos saudades dos bons mestres, os que nunca esqueceremos, e que foram importantes para a n/vida.
São necessários muitos mestres actualmente: não são todos vocações evidentes, mas exige-se que sejam excelentes profissionais devido à importância do papel que desempenham.
Já todos compreendemos isto, faltará que os governantes actuem de forma adequada.

De Isabel Maia Jácome da Costa a 01.04.2010 às 17:16

... e se me permite, Zilda, que cada um de nós saiba também, com humildade, reconhecer esses mesmos mestres... e tenhamos a coragem de lhes pedir a ajuda que necessitamos.
Em Janeiro de 2006 escrevi uma pequena crónica num Jornal local de Leiria precisamente sobre os "mestres"... e a importância que têm na nossa vida.
Se me permitir, um dia gostaria de a partilhar consigo... de lha enviar. E creio que compreenderá o quão profundamente me sinto grata a pessoas como a Zilda e o João Nuno, por exemplo, que "acidentalmente", e apesar de todas as minhas resistências em participar nestes espaços, "aqui" conheci e a quem estou cada vez mais grata pelas direcções que me apontam, pelas reflexões a que me conduzem.
Pessoas com percursos de vida e idades tão diferentes, mas ambas com tanto para dar!
"Mestres", porque não?... estadios diferentes... mas ambos a merecerem uma atenção da qual podemos colher frutos que enriquecem, facilitam e acima de tudo promovem o nosso crescimento e desenvolvimento pessoal e humano.
Não gosto de pieguices, nem de bajulações. Falo com convicção. Crescente.
Por isso agradeço sucessivamente... sem que me pareça redundância ou estribilho de fim de intervenções.
Uma "Santa Páscoa", com a Paz que procura, com a Meditação que exercita, com Tudo de bom que merece.
Sempre,
Isabel Jácome

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D