Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mahler e a Casa da Música

por Zilda Cardoso, em 23.01.10

 

Foi no passado dia 16 que ouvi encantada a Orquestra Nacional do Porto dirigida por Christoph Konig tocando a sinfonia nº1 de Mahler, Titã. É assim iniciado um ciclo em que vão ser tocadas todas as sinfonias deste autor ao longo de 2010, período em que a Áustria é tema da programação da Casa da Música.
Um cozinheiro austríaco foi convidado para confeccionar o jantar e os jantares servidos no restaurante do 7º piso, nas duas primeiras semanas de Janeiro.
O embaixador da Áustria que, por sugestão do seu cônsul no Porto, nos convidou para este dia especial, pronunciou um discurso em bom Português, tão delícioso para os nossos ouvidos como os sabores da comida do seu país o foram para o nosso paladar - como uma outra sobremesa. Da refeição de sabores estranhos e, de forma geral, muito agradáveis, destaco justamente a sobremesa de sementes de papoila e chocolate branco.
A música de Mahler… é preciso ouvi-la. Leio que ele não foi grandemente considerado em vida como compositor, mas a mim agrada-me muito o estilo moderno da sua obra já atonal e ainda combinada com a romântica do século XIX.
O compositor nasceu há 150 anos numa pequena cidade da Baviera, ao tempo território austríaco, de família judia alemã. E como sempre acontece a respeito de naturais da quela zona da Europa para mim mal conhecida, não sei bem se é austríaco, alemão, checo, ou morávio.
Estudou piano desde os 6 anos, e trabalhou na República Checa, na Morávia, na Hungria e na Áustria - em Viena onde aconteceu a parte mais importante da sua carreira. Trabalhou vários anos nos Estados Unidos, onde influenciou outros artistas que compunham para o cinema. O maestro Bernstein pôs em relevo a música mahlermiana nos seus programas populares para a televisão.
Schönberg escreveu sobre Mahler: “ acredito firmemente que Gustav Mahler foi um dos maiores homens e dos maiores artistas que jamais existiram".
Se bem que não saiba nada de música, digo que a Orquestra Nacional do Porto, com dez anos de existência, é um  conjunto cuja excelência me apraz registar. Que bom que tenhamos nesta cidade uma orquestra deste valor e com capacidade para interpretar as quase dez difíceis sinfonias de Mahler!
Faço ainda referência entusiástica à primeira parte do concerto - uma composição magnífica, inteiramente moderna, Orion, de Kaija Saariaho, finlandesa, compositora  em Residência 2010,  obra primorosamente executada  pela O.N.P.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15


1 comentário

De flipadoC a 23.01.2010 às 21:47

Austria = ski, música, confeitarias :)

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D