Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



NOVO ANO - VIDA NOVA

por Zilda Cardoso, em 03.01.10

 

 

 

Neste NOVO início de ano, apreciaremos todos aproveitar o tempo para reflectir sobre o que tem sido a nossa actividade, a nossa acção no mundo. E alterar rotinas talvez… pouco… ou muito. Não alterar nada…

Mudo de bom grado muitas práticas, desde que conclua que isso é conveniente para os que me rodeiam, para a sociedade em geral, para mim.

Hoje, apetece-me pensar nesta experiência de escrita, respondendo do mesmo passo a perguntas que me são feitas.

Cuido que tanto é escritor o que escreve ensaios para revistas e jornais como aquele que escreve romances. A diferença tem a ver com as suas preferências e maneiras de escrever. Tem relação com as características daquilo que escreve, com a qualidade da escrita que produz.

O que converte em escritores os que escrevem é a originalidade do seu trabalho, o seu estilo de linguagem. E há bons e maus ficcionistas e bons e maus ensaístas.

Eu não tenho empenho nem intenção de escrever obras de ficção. Interesso-me muito mais por, como direi, “coisas sérias”, procuro dizê-las de forma diferente do habitual.

E, tal como Barthes, cuja leitura é sempre para mim um fascínio e um estímulo, uma espécie de gulodice que aprecio com a delícia e o despropósito de todas as acções gulosas, gostaria que os meus textos dessem prazer a quem os lê, muito mais do que obedecessem a regras, mesmo sendo textos sérios. E apreciaria escrever com prazer além de dar prazer.

E esses prazeres, ou pelo menos o meu, seria o de escrever com palavras a que dou um sentido diferente daquele que têm antes de as usar na minha escrita. Porém, raramente isso acontecerá: o prazer de quem lê será antes encontrar facilmente o significado do que está escrito. Penso que são raros os leitores que acham que vale a pena esforçarem-se por compreender, por encontrar um sentido escondido, ou os vários sentidos que os textos sugerem. Por ventura, haverá neles o que não é “dizível”?! Como leitora, acho divertido desvendar como se de um jogo se tratasse, mas quando escrevo, quero ser entendida.

Como não estou a compor nenhuma obra de ficção, apreciaria que a minha escrita, (os temas que aborda) tivesse uma força de contestação grande, que provocasse polémica. Isso seria um bom resultado, pois sei que as minhas palavras não vão resolver nenhum problema mas podem incomodar, provocar o desvio, a ponderação. E mais tarde…

 

(veja o "post" seguinte)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11


1 comentário

De Marcolino - Passatempo a 04.01.2010 às 23:21

Zilda...

Mas que lindo e muitissimo bem conseguido retrato deste seu netito...!
Parabéns!

Marcolino

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D