Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Aves Selvagens na Cidade

por Zilda Cardoso, em 28.12.09

Com o mar assim castanho e sem brilho, fui ver o rio que dizem ser d’ouro.

Na saída da famosa ribeira da Granja, encontrei a passarada do costume, mais irrequieta talvez, inquieta tanbém, cheirando a tempestade. Estava lá o aparelho, o binóculo, para observar de mais perto as várias espécies.

Durante um tempo pensei, sentada no banco de mármore macio. Depois, de pé, resolvi não pensar, olhar só e captar imagens que mereciam melhor tratamento, melhor técnica e melhor máquina do que eu possuo. O vento abanava-me, fazia-me oscilar, tornou-se difícil manter as mãos e os braços firmes.

Estão aqui algumas amostras, apesar de tudo.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:03


7 comentários

De Marta M a 28.12.2009 às 19:49

Zilda:
Apesar do tempo estranho...e desconfortável apesar do frio ter abrandado. Não sei, mas às vezes me parece que até o tempo já não é o que era. Já nada é estavel, nem as estações do ano. Hoje, aqui em Coimbra, o dia amanheceu abafado..
Mas apesar de tudo, e dos percalços relatados, gostei das fotos. Sendo certo que não faria melhor ;)
Aproveito para lhe desejar um bom ano.

De cabecilha flipado e companhia a 28.12.2009 às 20:12

só faltam as taínhas radioactivas... :~)

De Augusto Küttner de Magalhães a 28.12.2009 às 22:38

A ribeira da Granja, como sabemos tem sido recuperada, pela CMPorto, apesar de estar a ser menos bem conservada do que deveria - falta de dinheiro? Talvez!
Mas presumo que se houvesse vontade de melhor explicitar a todos, onde começa, e onde acaba a Ribeira da Granja, por onde passa e como passa! Talvez fosse possivel haver uma melhor atitude perante a mesma.
Sempre o problema de atitude.
Esperemos mudanças de ATITUDES de muitos em relação a MUITO.
Achei muito oportuno, uma vez mais, este (um) post da Zilda.

De Marcolino - Passatempo a 29.12.2009 às 12:37

Olá Zilda!
Curiosa sequencia de imagens!
Gosto delas, onde as cores esmaecem pelo contraste da côr dominante, e não pela falta de técnica ou mesmo de uma melhor máquina!
Penso que, algums delas, a preto e branco, dariam belas fotos!
Continue a fotografar. Várias fotos ao mesmo tema de dois ou mesmo três angulos diferentes dar-lhe-ão uma outra visão do assunto para que consiga encontrar o seu «olhar estático» mais apurado, mas lá bem do fundo do seu ser!
Abraço
Marcolino

De Augusto Küttner de Magalhães a 29.12.2009 às 22:35

Zilda, ao que parece vamos ter água a mais no Rio Douro, ali pela Ribeira
Nada de novo, com o que vem chovendo.

Estou certo que se tiver tempo, oportunidade e vontade, irá fotografar e escrever como sempre tão bem o consegue fazer, sobre o nosso Douro.
Penso que como todos estão alertados, não haverá sustos, problemas, tragédias.

Aqui não se trata do CO2!!!!!!!!!, dado que tantos nos lembramos do Douro, a sair do seu "espaço - por nós diminuído" - , há 55 anos, 50, 48 anos e mais recentemente!

De Maria João Brito de Sousa a 30.12.2009 às 17:56

Que o Douro se aquiete na sua líquida revolta e que o novo ano lhe traga muito AMOR, muita PAZ e muita CRIATIVIDADE!
Um enorme abraço.

Maria João

De concha a 30.12.2009 às 19:55

Gosto muito destas fotografias, talvez porque me fazem presente a liberdade que deve ter sentido ao fazê-las.
Um beijinho com votos de um 2010 com tudo de muito bom.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D