Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O discurso de Obama ocupa o nosso pensamento

por Zilda Cardoso, em 20.12.09

 

Vivemos todos no mesmo planeta. Temos todos a mesma ascendência - a mesma árvore genealógica - não admira que sejamos tão parecidos uns com os outros. Todos cumprimos o mesmo ciclo de vida sem remissão – nascemos, crescemos, reproduzimo-nos (possivelmente) e morremos. E é isto a nossa vida.

Por que razão andamos permanentemente em lutas uns com os outros?

Será o conflito “uma dimensão constitutiva de toda a vida social”?

De vez em quando aparece alguém que diz: PÁREM! Não vêem que somos todos irmãos? E que vivemos todos na mesma aldeia?

E nós parámos por segundos e pensámos se esse terá razão.

Logo a seguir recomeçamos a nossa luta.

Porque, vemos que esse é um astuto trapaceiro, com interesses que não confessa e que o que ele disse alto e bom som que era azul é claramente vermelho. Sem sombra de dúvida: claramente vermelho.

A nossa é uma luta de todos contra todos. Como se fosse questão de sobrevivência e não tivéssemos área para os nossos objectozinhos. E para os nossos objectivozinhos. Como se o respirar dos outros poluísse o nosso ar e nos impedisse de respirar.

Aparentemente lutamos por espaço e queremos e precisamos de outros planetas para nos instalarmos à vontade. Este, velho, já não nos chega.

Às vezes penso que quem nos deu o ser e este espaço onde nos permite viver se esqueceu de alguns pormenores relevantes. Temos falhas. Porém, todos-por-igual têm essas lacunas. É a chamada natureza, a nossa natureza humana não homogénea, parecida com a natureza dos outros animais. Diferenciamo-nos deles pelo tamanho do nosso cérebro. Vimos sendo cada vez mais inteligentes e capazes de realizar e de inventar ideias… à medida do dilatar do nosso cérebro. Ele está já enorme e orgulhámo-nos disso com razão.

Todavia estou convencida de que apenas quando formos homo sapiens sapiens sapiens teremos alguma possibilidade de vivermos melhor em conjunto, porque então a nossa natureza será outra. Possivelmente menos belicosa. Mais compreensiva, mais cordata. Mais respeitosa, mais atenta ao que a rodeia e nos cerca. Mais responsável.

Lembrar-nos-emos com frequência dessa viagem de todos no mesmo barco frágil sobre um mar ora tempestuoso e escuro ora luzente de sol e tranquilo; e que devemos esforçar-nos em conjunto por chegar a bom porto, não sabemos bem onde ou... talvez saibamos.

Se formos inimigos entre nós e lutarmos com os companheiros, alguns irão à água antes do fim.

Será uma pena, já que provavelmente os que forem à água antes do tempo, pela violência dos outros, serão os melhores de nós.

Os que realizariam o que nós não soubemos realizar pois a sua massa cinzenta, desocupada de coisas proveitosas, teria encontrado invulgar espaço para se desenvolver.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:01


9 comentários

De Augusto Küttner de Magalhães a 21.12.2009 às 12:10

Claro que a fotografia é linda e o local, ainda mais. Entre a Foz Nova e a Velha!


Quanto a Obama, estou muito preocupado se não o deixam fazer o que quer e parece-me que está muito, muito complicado.

Não consegue criar a Saúde para TODOS no EUA dado continuarem a haver muitos, muitos interesses internos a travar-lhe o bom caminho.MONEY ALWAYS MONEY!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Externamente, não está a conseguir pacificar o Irão, para pacificar o Médio Oriente, ou o inverso, como melhor se quiser entender.
Acho que é o unico político que iria ser capaz de o fazer, mas acho que está a não conseguir.
Acho que estou enganado......ESPERO!!!!!!!!!!!!!!

De Zilda Cardoso a 21.12.2009 às 15:05

Desejo-lhe e a toda a família um próximo ano sem preocupações. E SEM RAZÃO PARA PREOCUPAÇÕES.
UM ABRAÇO
Zilda C.

De Augusto Küttner de Magalhães a 22.12.2009 às 09:12

Muito e Muito Obrigado Zilda e o mesmo para Si e Família. Obigado.

Sabe que, como o Obama parece - apesar de alguns pequenos detalhes ...- ter conseguido ganhar no Plano de Saúde para oe EUA, é uma vitória. Se conseguir mais umas pequenas vitórias, está cumprido parte do prometido....e é muito bom.

Tudo de bom Zilda.

um forte e amigo abraço do

Augusto

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D