Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



OS MEUS AMORES

por Zilda Cardoso, em 19.06.09

 

  

Esta é a Quinta ontem, ao pôr do sol.

 

 

 

 

 

E este é o mesmo lugar esta manhã.

 

 

  

 

 

Percebe-se que é o canteiro das aromáticas? Tem ervas cheirosas para infusões e para condimentos. É uma beleza, nesta altura do ano.

 

 

 

E estes são os amores, perfeitos, pequeninos, os meus amores, lindos, carinhosos, de cores e combinações de cores invulgares. Cheios de características que lhe dão a classificação de alta qualidade.

Adoro-os e tenciono estimulá-los para que se multipliquem e sorriam para todos, não apenas para mim.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:13


10 comentários

De Marcolino Duarte Osorio a 19.06.2009 às 19:07

Olá, estimada Zilda!

Usufrua...!

Cumprimentos do

Marcolino

De Romina Barreto a 19.06.2009 às 19:12

Que poema!
É espantoso ver toda a harmonia e equilíbrio da natureza, são estas pequenas coisas que dão sentido à vida.
A minha família materna é uma família da terra, têm herdades em lugares remotos, na solidão da serra e eu adoro estes sítios porque me devolvem uma certa paz. Os amores são lindos Zilda.
Abraço.

Romina Barreto

De Augusto Küttner de Magalhães a 19.06.2009 às 20:30

Que sossego, que beleza, parece que nos passou um momento de bem-estar, de valma. Ponte de Lima?
Hoje ao fim da tarde dei um passeio pelo Parque de Serralves, que maravilha, que sosego, que calma, já estava pouca gente, mas ainda havia um parzinho simpático aos bejos, os jardineiros a tratar do seu oficio, o prado agora sem o palco do Non-Stop, mas com três vacas, um burro, um cavalo e umas ovelhas, várias flores - não sei distinguir. Ao longe o Museu.
Mas ...obrigado Zilda por estes momentos que me fizeram até falar da natureza no centro do Porto

De Sara a 20.06.2009 às 06:05

Olá Zilda,

desculpa o atrevimento de começar logo tão á vontade, mas eu sou assim... aliás somos todos seres humanos, não gosto de diferenças de tratamento, portanto trato-te logo como trato os meus amigos! E é por TU ;)

Já há uns meses que vou consultando o teu blog, só hoje me atrevi a deixar um comentário... mas aproveito para confessar algo. Eu própria tenho o meu blog, no qual estás tb referenciada... consulta http://www.sara-boulevardofbrokendreams.blogspot.com

Comecei a ler o teu blog quando escreveste sobre o teu neto e a tua nora, gostei muito da particulariedade das "gavetas ordenadas por cores" e do teu comentário a seguir "será que vai conseguir manter esta ordem por muito mais tempo?".

Mas falemos do post de hoje, transmite-me calor e saudade... saudade do sol quente de Portugal, da quinta onde fui criada, do contacto com a natureza, as plantas e a terra (muito provavelmente hoje em dia iria ser considerado anti-pedagógico e anti-higiénico para as criancinhas!!)...

Nao tenho um jardim com amores-perfeitos, mas posso ve-los nos canteiros de rua na cidade onde moro :)

Qualquer dia destes (principalmente quando parar de chover!!!) vou lhes tirar uma fotografia, quem sabe tenho depois um comentário teu sobre eles...

Bom fim-de-semana!!

Beijinhos, Sara

De Augusto Küttner de Magalhães a 20.06.2009 às 09:30

Sabendo que a Zilda Cardoso se sabe defender muito bem, de qualquer forma gostava de dar uma opiniao. Acho desdequado o tratamento por "tu", sem ter lgo de forte a suportá-lo. Penso que não é por se ter a mesma licenciatura, por trabalhar no mesmo local, por ter um posto hierarquico semelhante, por ter também um blog, por gostar também do amarelo suficiente para tratar por tu. Nada tenho contra o tratamento por tu, mas tem-me vindo a zer espécie quando por um dos motivos atrás referido se passa ao "tu" e não poucas vezes quando algo muda, na hierrquia, na posição social, o "tu" já era!!!!!!!!!!!!!!!!!

De Augusto Küttner de Magalhães a 22.06.2009 às 09:36

No meu mail, aparece-me um comentário a este meu comentário, que aqui não vejo, e me pareceu menos adequado, se aqui aparecer, eu comntarei com todo o gosto.

De Sara a 22.06.2009 às 17:44

Caro Augusto,
a Zilda deve-se orgulhar por ter um defensor "de capa e espada". Não utilizei o "Tu" por nenhum dos motivos por si referenciado, apenas porque utilizo o "Tu" como sinal de carinho pelas pessoas com quem lido!
Eu sou assim, faz parte da minha personalidade e não tenho por hábito alterar a forma como trato as pessoas apenas pela sua posição hierárquica, social ou seja porque motivo for...
Gostei de ler o seu comentário sobre a natureza no Porto e visto termos pelo menos isso em comum, convido-o a visitar o meu blog e a comentar o meu post de 21.06.09.... (o mesmo se convite se estende á Zilda obviamente!).

Com saudações amistosas,
Sara de A. da F. e A.

De Augusto Küttner de Magalhães a 22.06.2009 às 19:28

Cara Sara

Não sou defensor da Zilda, ado de modo alguém de tal necessitar. Sendo que a sua justificação para o TU, sendo por carinho, claro que é mais que adequada. Mas granto-lhe que já tenho visto muitos tratamentos por "Tu" que teêm tudo a ver menos carinho, bem pelo contrário, claro qe aqui no blog, neste blog, é evidente que nunca seria por outros interesses! Mas assumo que neste´genero de blog, quando aontecem estas situações é uma boa oportuinidade para serem trocadas impressões, que muitas vezes são salutares, embora haja quem assim não pense. Quanto à natureza, é sempre agradavel, mas mais o é no centro da cidade.

Vou já ao seu blog.

Um abraço

Augusto

De Zilda Cardoso a 23.06.2009 às 15:56

Querida amiga Sara
Fico muito orgulhosa quando sei que as minhas muito jovens amigas seguem os m/passos e concordam ou discordam das minhas ideias, mas encontram nelas alguma coisa que lhes interessa ou que de algum modo lhes agrada.
Fiz muito boas novas amizades desde que há perto de 11 meses "abri" este blogue. Uma delas é com a Romina que tem 16 anos e é um amor e me trata com desvelado carinho. Considero-me privilegiada por isso; tal como é um privilégio para mim ter um neto com a idade deste blogue (toda a gente sabe) e poder sentar-me no chão e brincar com ele, olhos nos olhos, já que temos a mesma altura e os mesmos gostos.
De modo que visitar o seu blogue e saber que visita o meu é qualquer coisa que nos interessa a ambas, que apreciamos e só por isso o fazemos. Estimámo-nos e acarinhámo-nos e é isso que tem valor. Acho que aprendemos uma com a outra, aprendemos uns com os outros, porque achamos que é bom e divertido.
Tenho amigas desde os primeiros anos de escola a quem não trato por tu, ninguém me pergunte por quê: são as minhas "best friends" E naturalmente há outras e outros, alguns acabados de conhecer a quem trato por tu. São hábitos e particularidades da língua que ficou com esses hábitos. Talvez em países onde a democracia é muito muito mais antiga, a própria língua tenha adoptado costumes de igualdade...
Isto para dizer 2 coisas: 1)Sara! a forma de tratamento não tem para mim qualquer importância, ou antes, tem.
É valioso para mim que me consideres tua amiga, se faz parte do ritual tratarmo-nos por tu... que bom. 2) O que apreciaria mesmo - e isto é para outros amigos bloguistas é que o espaço do m/blogue fosse de troca de ideias importantes e se possível luminosas e nunca do conflito que me entristece, se bem que possa sempre rejeitar o que considere inconveniente. Antes de o fazer, penso sempre um bom bocado e acabo por usar o m/critério pessoal, aquele a que tenho direito.
Um abraço para todos e para a Sara em particular.

De Augusto Küttner de Magalhães a 23.06.2009 às 19:47

Zilda quero felicitá-la por este excelente comentário. Penso que conseguiu não responder "logo" e repndeu de forma extremmente asseriva. Excelnte.

Um abraço à Zilda, outro à Sarae um beijinho à Romina

Augusto

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D