Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Tempo

por Zilda Cardoso, em 08.12.12

  

 

  

Alguém anda a acelerar o relógio do tempo, tenho a certeza. Penso nisto desde há muito com alguma indecisão, mas agora estou certa.

E detesto, detesto isto. Isto que é… cada dois, três dias, ser nova semana. Este… tudo voltar atrás velozmente de mais e ser de novo contado.

E rapidamente passarmos a uma nova semana, a um novo mês, a um novo Natal, a um novo ano. Obrigando-nos a repetir os mesmos gestos, os de 2ªfeira e depois os de 3ªf. e assim por diante demasiado cedo, sem dar tempo ao tempo.

Quer dizer, sem dar tempo a que tudo se refaça e volte a ser, calmamente, ou a estar em condições de ser refeito. Por isso, nada é benfeito.

Não houve tempo de pensar, de experimentar, de recordar, de apreciar as cores, de amar o outro, de interpretar, de cantar, de ouvir a música e de dançar bem e de acordo. Tudo sai improvisado e possivelmente errado. Quase de certeza mal.

E vamos envelhecendo sem sabedoria nem coisa que o valha. E sem termos acesso àquela “maneira de ser que determina a qualidade de cada instante da nossa vida”. À alegria de fundo, já agora, que não é momentânea. Sem a felicidade da perfeição, e do equilíbrio.  

Apenas porque o Sol dá a volta demasiado depressa e fica noite a meio do dia. Mas é longe, acontece longe de terem passado 24 horas de 60 minutos de 60 segundos. Cada mês é longe de ter 30 dias e cada ano 12 meses.

Está tudo viciado só porque o Sol decidiu fazer essa trapaça e acelera e o escuro vem antes do tempo, toda a gente vê isso agora.

No entanto, todos os dias, o sol parece nascer com bons propósitos.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:57


13 comentários

De Marcolino a 08.12.2012 às 15:15

Olá, Zilda!
Grato pela sua Coragem!
Abraço
Marcolino

De Zilda Cardoso a 08.12.2012 às 17:41

Explique-me melhor. Estou a ficar obtusa. É a passagem do tempo rápido de que eu falava!

De Marcolino a 08.12.2012 às 18:41

Olá Zilda!
Obtusa? A Zilda tem uma clarividencia foro do comun!
Fiquei impresionado, no bom sentido, com a forma bonita e realista. como descreveu a «Passagem do Tempo».
Nunca me ocorreu fazê-lo.
Abraço
Marcolino

De Zilda Cardoso a 09.12.2012 às 07:23

Obrigada, Marcolino, bom dia, embora ainda esteja escuro, e a luz artificial acesa.
Não percebi foi a "coragem", na sua resposta tão simpática como é habitual.
Abraço.

De Marcolino a 09.12.2012 às 11:45

Zilda, Bom dia!
Coragem está aqui: «Fiquei impresionado, no bom sentido, com a forma bonita e realista. como descreveu a «Passagem do Tempo».».
Por aqui amanheceu menos frio mas deixei-me ficar na cama a saborear o calor dos primeiros raios do Rei Sol, que íam inundando o meu quarto.
Fui acometido de um forte ataque de pregucite aguda por isso, só agora, resolvi abrir este velho companheiro das minhas horas de ócio...
Lá fora, está agradável, vou sair, tomar o meu vafé da manhã, dizer bom dia a quem calhar, dar uma volta cá pelo burgo e, quem sabe, talvez levar a máquina comigo para fazer algumas fotos deste lindo Outono, já em fase avançada Talvez traga alguma novidade para contar e algum apetite para o meu almoço...
Abraço

De Vicente a 08.12.2012 às 21:22

Zilda, hei-de pedir ao meu primo Luis Bernardo que meta uma cunha e que o patrão faça as coisas andar menos depressa...

Nem sei mesmo se não haverá um déficit e um PIB muito baixo naquelas paragens bem como juros altos, portanto tambémm será de vantagem rallentir o tempo...

Tem razão, até aqui no Brasil aonde o tempo quente e com um sol radioso parece ter parado, a taxa de crescimento caiu!

You never know whether it would be better to go faster than to stay behind with all these pains.

Um beijo aqui de Fortaleza

( ando aver se escapo aos que enterraram vivos na praia uns conterrâneos há una anos...ahhah)

De Zilda Cardoso a 09.12.2012 às 07:11

Faça isso, Vicente. Mas penso que lá não há corrupção!? Não há cunhas que me valham.
Fortaleza é um estranho lugar para estar feliz; com aquelas recordações, dificilmente poderá estar muito bem, apesar do sol
e dos dias compridos que eu tanto aprecio.
Não, nunca saberei o que será melhor... Mas, no momento, queria mais horas de luz: levanto-me com escuro, deito-me com muito escuro como se vivesse metida numa caixa fechada.
Para mim é difícil.
Vá dando notícias do Sol, please.

De Zilda Cardoso a 12.12.2012 às 17:41

Tem que traduzir! Que raio de língua! Vai falar com ELE?

De Isabel Maia Jácome a 09.12.2012 às 02:31

Querida Zilda
Gostanto mesmo muito da forma como o escreveu... concordo desesperadamente!
...e é muito nesta consciência do tempo que nos foge, nesta inqualidade pela falta de tempo, para ver com tempo o que cada pormenor merece, que evito escrever por escrito...
escrever implica tempo... esse que passa cada vez mais voraz, rápido e aflito... tão veloz o sinto também, que não me dá espaço para o que realmente preciso.
Um abraço demorado que baste
mas amigo sem tempo
Sempre,
Isabel

De Zilda Cardoso a 09.12.2012 às 07:17

Querida Isabel

Tem que inventar tempo para escrever. Escrever pode ser tão importante como qualquer serviço à comunidade. Espécie de voluntariado a favor dos que necessitam e que também é bom para os que escrevem como qualquer outro voluntariado.
Gosto muito do que escreve e reclamo se não tem tempo: quero!
Quero que escreva.
Um abraço.

De Isabel Maia Jácome a 09.12.2012 às 13:44

:) faz-me sorrir, Zilda, obrigada!!! Faz mesmo... e cresce-me sempre a vontade, que é sempre muita, creio, mas que acabo por nunca pôr em prática, por escrito. E escrever é isso. Pôr por escrito o que se vai pensando, vendo, cheirando, sentindo, vivendo, imaginando, desejando, aprendendo... sei lá!... e parece tão simples, não é?
Mas também não é, pois não, Zilda???
Mas eu sei que preciso. Para mim, para falar com os meus amigos... estes com quem sei que é uma alegria este tipo de partilha e que me faz tanto bem!!!
...e faz tanto tempo que não escrevo... perco o "treino"... o pouco que se conquista... e quanto menos escrevo, confesso, pior me sinto. Ás vezes é um circulo vicioso, como jé me chegou a dizer o Manuel, nosso Vicente, de uma forma muito bem pensada e escrita.
Obrigada por esse QUERO, por esse reclamar preciso...e continuo a sorrir... como se estivesse mais perto!
Um abraço enorme e muito amigo,
Isabel

De Vicente a 10.12.2012 às 00:14

AVISO A TODOS MEUS AMIGOS!!!!
No próximo dia 21 de Dezembro, a terra entrará em um anel chamado O Cinturão Fotônico a 1:00 da manhã quando haverá um apagão no planeta e serão 3 dias de escuridão. A NASA confirmou ontem, 7 de Dezembro de 2012. Dizem que quando ficar completamente escuro, ficará frio e terá flashes de luz. Não acontecerá nada, é só um fenômeno extraordinário que acontece a cada 11 mil anos. É recomendado permanecer em suas casas já que a energia não funcionará e nem aparelhos eletrônicos. Os 3 dias de escuridão passarão e é isso que o calendário Maya se referia. SE COMPARTILHAR ISSO NO SEU MURAL SE SALVARÁ E TERÁ ENERGIA ELÉTRICA PELOS 3 DIAS, CERVEJA INFINITA, 3 UNICÓRNIOS DE PROTEÇÃO E UM EXERCITO DE DUENDES MÁGICOS PARA COMBATER O APOCALIPSE ZOMBIE, UM ANJO COM A FORÇA DO UNIVERSO E A AJUDA DO GENKI DAMA DO GOKU PODERÁ EXPULSAR OS DEMÔNIOS E, ALÉM DISSO, CONCORRERÁ A UMA RIFA DA ARMADURA DOURADA DOS SIGNOS E UMA PASSAGEM SÓ DE IDA PRA NÁRNIA.

De Vicente a 12.12.2012 às 11:42

Ho imparato a parlare con le Donne, mai delle Donne!

Giovanni Agnelli

sábio....

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D