Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



orquídias e pavões

por Zilda Cardoso, em 26.03.12

 

 

 

(Ele passeando-se)

 

 

(Ele e ela na avenida das Tílias)

 

 

 (Ela fazendo pela vida)

 

Houve uma 3ª exposição de orquídeas na cidade do Porto que é a 1ª internacional nos dias 24 e 25, ontem e anteontem. Foi na Biblioteca Almeida Garrett, nos jardins do Palácio de Cristal de Boa Memória, divulgada pela Porto Cultura e apoiada pela Câmara Municipal.

Vim de lá muito alvoroçada.

Aquilo era uma feira desordenada e não uma exposição preparada com determinado objectivo. Era uma feira e, como todas as feiras, chamou muito público.

Foi um dia de espêndido sol e os jardins estavam maravilhosos, a cidade dividia-se toda entre estes jardins e as esplanadas da Foz e do Parque da Cidade.

De modo que ali, havia muita gente com máquinas fotográficas e sem, com crianças e sem. E havia pavões, deslumbrantes pavões, lindíssimos pavões pavoneando-se, e pavoas mais modestas depenicavam por ali. Estão todos muito habituados ao movimento de pessoas e, por isso, caminhavam pacientemente na nossa frente, deixando-se fotografar.

 

 

 

 

 

 

Vi rododendros gigantescos floridos de vermelho, esplêndidos, japoneiras, araucárias e faias e as tílias da avenida; sei que há um jardim de plantes aromáticas e outro de medicinais; e lagos que não gostaria de ver destruídos. E obras de pedra que ficam bem lá, please.

Dentro da Galeria da Biblioteca e fora na recepção e nos corredores havia orquídeas envasadas no chão, sobre mesas ou penduradas nas paredes. Direi centenas, sou má calculadora, muitas centenas. Ou milhares?

A grande maioria das espécies será pouco atractiva para ornamentação, mas das espécies vistosas os especialistas têm obtido milhares de híbridos de grande efeito ornamental e por isso também comercial.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E foram talvez estas que atraíram tão grande multidão, tantos gritos e atropelos, tal confusão e desassossego.

O certo é que não gostei da exposição, como foi chamado o acontecimento.

Apreciei a palestra de Rafael Santos que ensinou a cultivar pleiones e as orquídeas em si tão variadas nas suas formas sinuosas e bizarras e intrigantes, nos seus tão diferentes tamanhos e nas estranhas cores e perfumes. Muita gente se apaixonou por elas que têm em Portugal muitos enamorados entusiastas e associações que informam e organizam palestras, visitas, exposições, reuniões.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:15





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D