Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Uma longa espera

por Zilda Cardoso, em 23.10.11
 

Nunca mais chega desse estranho lugar, onde tem estado horas e horas sem fim. Anestesia geral,
operação, recobro... Saiu do quarto antes das três... são seis.

 

É quase
noite no mar. Do meu conhecimento, não é neste lugar que o Sol se põe.

Aqui,
no momento, vejo o Sol de rastos sobre as pedras da calçada, pálido e
cansado. Daqui a nada é escuro.

Depois de muitos instantes, o Pedro regressou dorido,
ensonado, arrasado, às quase dez. Tive
tanta pena…depois de tudo por que tem passado…

Provavelmente, a noite vai ser crítica. Vejo a cadeira
de rodas no quarto, esperando oportunidade de ser útil e a Maria João tentando ocupar-se.

 

 

 

O médico tinha vindo explicar às sete: vai ficar tudo
bem, tem que ter uma vida tranquila nos próximos três meses, depois…

São dias difíceis estes, se bem que deva analisar tudo
o que aconteceu e tentar descobrir o que daí resultou de bom.

É delicado – descobrir o que resultou em força, em
coragem e em proveito para além da perda? Depois de todas as perdas?

Há-de haver, garantem
as minhas recentes leituras, como “a melhor maneira de viver” de Og Mandino: “ficará espantado com a frequência com que transformará uma
derrota certa numa vitória. É preciso “dedicar algum tempo a descobrir o que
poderá haver de benéfico nesse problema”. "Os campeonatos são ganhos por quem
aprendeu a lidar com a adversidade”.

Talvez.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:02


14 comentários

De Vicente a 23.10.2011 às 21:08

All the best para o Pedro:-) E força para si:-)

De Zilda Cardoso a 24.10.2011 às 08:33

Muito obrigada, Vicente. Como vai? Comecei a responder-lhe num outro contexto, mas falhou a internet. Vou retomar logo que possível, neste momento esto a usar a kanguru.

De Isabel Maia Jácome a 23.10.2011 às 22:55

... não vai desmoronar-se. Não vai!
Beijinho
Isabel!

De Zilda Cardoso a 24.10.2011 às 08:33

Confio em si.

De Laurinda Alves a 24.10.2011 às 09:32

Querida Zilda estou consigo e com o Pedro e a Maria João. Quando começam a tirar placas e parafusos é bom sinal! O meu filho também já começou esse processo e é uma nova etapa. Com avanços e recuos, mas num caminho sempre para a frente e a subir! Um abraço sem medida, onde caibam todos.

De Zilda Cardoso a 24.10.2011 às 12:11

Que abraço tão bom!

De Marcolino a 24.10.2011 às 10:15

Olá Zilda!
Uma boa e rápida recuperação para o Pedro e, para si, minha Amiga, aquele ânimo sem fim que lhe é peculiar!
Abraço
Marcolino

De Zilda Cardoso a 24.10.2011 às 12:13

E como vão os seus problemas?

De Marcolino a 24.10.2011 às 14:09

Zilda,
Os meus problemas, depois de devidamente medicado, pelos médicos da Associação dos Diabéticos, estão a passar, a passo lento, mas seguro.
Já me sinto mais apto a raciocinar com alegria e vivacidade, devido ao abrandamento das fortes dores nos tendões das pernas e pés que se faziam sentir quase 24 sobre 24 horas, durante semanas seguidas.
Abraço
Marcolino

De Zilda Cardoso a 24.10.2011 às 15:56

Fico muito contente!

De Marcolino a 26.10.2011 às 09:46

Zilda,
Desejo que tudo esteja a correr pelo melhor.
Abraço a todos vós
Marcolino

De Zilda Cardoso a 26.10.2011 às 10:57

Creio que está a correr bem, poderei dizer. Muito obrigada por todos os bons desejos.

De Joana Freudenthal a 24.10.2011 às 15:23

Querida Zilda,
Nem sempre se vê imediatamente os tais ganhos, mas parece-me que o Pedro já encara tudo isto com essa boa atitude. Só o facto de querer ver o lado positivo já é um grande ganho.
Agora está na "fase dos acabamentos" exteriores. Todos temos de fazer trabalho interior pela vida fora.
Imagino a sua aflição e inquietação de mãe. Queriamos sempre trocar com eles, se nos deixassem, não é?
Tenho-vos nas minhas orações.
Abraço-a com o coração.

De Zilda Cardoso a 24.10.2011 às 15:57

Muito obrigada, Joana, boa amiga.

Comentar post





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D